Presos na madrugada suspeitos por ataques a ônibus em São Luís, MA
20/05/2016 12:47 em Estaduais

Ao menos 14 suspeitos foram presos, segundo secretário Jefferson Portela. Alguns deles participaram dos ataques em 2014, segundo a Polícia Civil.

Presos na madrugada desta sexta-feira (20) os suspeitos pelos ataques a ônibus ocorridos na noite de quinta-feira (19), na Região Metropolitana de São Luís. Ao todo, 14 pessoas foram detidas, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA).

Foram registrados três ataques, na Vila Roseana Sarney, no município de Paço do Lumiar (MA), e nos bairros da Cidade Operária e Liberdade, em São Luís.

Com os incêndios provocados pelos bandidos, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema) recolheu todos os ônibus para evitar novos ataques. Nas ruas, equipes especiais e serviços de Inteligência das Polícias Militar e Civil do Maranhão reforçaram o policiamento, trabalho que resultou nas prisões.

Polícia Civil do Maranhão não tem dúvidas que as ordens para os ataques a ônibus partiram de dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. “Já tem gente identificada dentro do Sistema Penitenciário. (...) Sobre a motivação, já há duas linhas de trabalho, que eu não queria divulgar ainda. As pessoas que deram as ordens já foram identificadas”, garantiu o delegado-geral de Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Melo. Ele explica que os apenados irão para o isolamento no Complexo de Pedrinhas, e não descarta transferência para outros Estados para limitar a atuação.

No início da manhã, a prisão de pelo menos sete pessoas havia sido confirmadas – sendo cinco são homens, duas mulheres e um adolescente. Dois deles participaram dos ataques em 2014, que resultaram na morte de uma criança de seis anos. Às 9h30, a SSP-MA atualizou os dados. Os nomes, no entanto, ainda não foram divulgados pela polícia. Todos foram autuados em flagrante ainda pela manhã. A apresentação dos suspeitos ocorre pela tarde, às 14h30.

Momentos de terror e nova tentativa

A cobradora Rosângela Gonçalves, que também faz parte do Sindicato dos Rodoviários, falou à Rádio Mirante AM na manhã desta sexta-feira sobre o drama que viveu no ônibus 36090, que fazia a linha da Liberdade. “Chegaram todos armados de revolver, pedindo para todos saírem dos ônibus e já foram botando fogo. Eram uns 10. Eles chegaram com tranquilidade, só pedindo ‘desce, desce, desce’”, conta a cobradora, que pouco dormiu após o trauma vivido. Apesar do susto, ela diz que pretende continuar trabalhando como cobradora no sistema de transporte público.

No início da manhã desta sexta-feira, uma nova tentativa de incêndio a ônibus foi registrada na Região Metropolitana. Por volta de 7h10, o veículo que fazia linha São Bernardo-João de Deus foi abordado pelos suspeitos nas proximidades da avenida Santos Dumont. O próprio motorista controlou as chamas com o extintor de incêndio do veículo.

‘Força do Estado’

Em entrevista ao ‘Bom Dia Mirante’ desta quinta-feira, o secretário de Segurança Pública Jefferson Portela garantiu que todo o efetivo foi acionado para garantir a segurança da população e que os esforços são para identificar os mandantes dos ataques. As ordens, que de acordo com Portela, partiram do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

 

 Garantia de paz

No ponto final do bairro da Liberdade, a SSP-MA inicia uma grande ação de reforço à segurança pública e investigação sobrre os ataques. “Todo o sistema policial está mobilizado, Polícia Militar e Civil. Passamos a madrugada e vamos atravessar a manhã. (...) A força do Estado vai prevalecer”, disse o secretário.

As investigações serão comandadas pelo Departamento de Combate ao Crime Organizado da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), segundo informou Portela.

Garantia de paz

 

Na madrugada, a cúpula da Segurança Pública se reuniu com o governador do Maranhão, Flávio Dino, que determinou ‘as medidas necessárias e cabíveis para garantia da paz’, segundo o que escreveu em suas redes sociais.

 

Cúpula da Segurança Pública se reuniu na madrugada (Foto: Reprodução/Twitter/Flávio Dino)Cúpula da Segurança Pública se reuniu na madrugada (Foto: Reprodução/Twitter/Flávio Dino)
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!