Offline
Câmara aprova Novo Ensino Médio com aumento de carga horária e novas disciplinas obrigatórias
10/07/2024 08:24 em Nacionais

Na terça-feira (9), a Câmara dos Deputados aprovou a lei do Novo Ensino Médio, encaminhando o texto para a sanção presidencial. O projeto, que já havia passado pela Câmara em março, recebeu modificações no Senado, necessitando nova votação.

Principais mudanças do Novo Ensino Médio

Aumento da carga horária:

    Atualmente: 1.800 horas obrigatórias e 1.200 horas optativas.

    Proposta aprovada: 2.400 horas obrigatórias e 600 horas optativas.

Especialistas e associações estudantis, como Todos Pela Educação, UBES, UNE e ANPG, apoiam o aumento, destacando sua importância para vestibulares. O Consed, entretanto, expressa preocupações sobre a qualidade do ensino.

PUBLICIDADE

Disciplinas obrigatórias:

    Atualmente: Português, matemática, educação física, arte, sociologia e filosofia.

    Proposta aprovada: Inclui também inglês, ciências da natureza (biologia, física, química) e ciências humanas (geografia, história).

A inclusão do espanhol como disciplina opcional gerou debate, com entidades estudantis defendendo sua obrigatoriedade e o Consed apoiando a flexibilidade estadual.

Itinerários formativos:

    Atualmente: Alunos escolhem entre áreas de interesse ou formação técnica.

    Proposta aprovada: Escolas devem oferecer pelo menos dois itinerários formativos.

Esta medida visa aprofundar o conhecimento dos estudantes em áreas específicas, conforme defendido pelo Todos Pela Educação.

Proposta pelo governo Lula, a reforma do Ensino Médio visa responder a críticas sobre a redução da carga horária das disciplinas tradicionais. A implementação enfrenta desafios como infraestrutura insuficiente, formação inadequada dos professores e desigualdades entre redes pública e privada.

 

A expectativa é que a nova legislação contribua para uma educação mais alinhada às necessidades dos estudantes brasileiros, apesar dos debates sobre sua eficácia continuarem moldando o cenário educacional nos próximos anos.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!