Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Coronel Diego Melo desiste de disputar o governo a três dias da eleição
29/09/2022 16:53 em Nacionais


O candidato ao governo pelo PL, coronel Diego Melo confirmou em coletiva de imprensa agora há pouco que desistiu de disputar a vaga de governador.

Coronel Diego alegou que neste momento é preciso da união de forças para combater o PT. Ele declarou apoio ao candidato Sílvio Mendes (União Brasil). 

O candidato do PL, que aparece em terceiro lugar nas pesquisas eleitorais, decide suspender a candidatura majoritária após enfrentar uma série de polêmicas.

Uma delas foi a declaração do presidente da República, Jair Bolsonaro, do seu partido, pedi voto para o candidato Sílvio Mendes (União Brasil). Ontem, o coronel  Diego se envolveu em discussão com outros candidatos que não aceitaram ele participar de um debate armado.

À imprensa, o militar anunciou adesão ao palanque de Silvio Mendes. Para ele, essa é a melhor estratégia para derrotar o candidato do PT, Rafael Fonteles, ainda no primeiro turno. 

“Não temos um projeto pessoal. É a possibilidade real de derrotar o PT no primeiro turno. Se eles forem para o segundo turno eles vão destruir o Piauí. O povo do Piauí não merece continuar sofrendo. Hoje se quem votar em mim votar no dr Sílvio [Mendes] nós vamos ganhar no primeiro turno e é isso que desejo para o povo do Piauí”, disse Diego Melo

Segundo coronel Diego, a renúncia foi uma decisão coletiva do partido que passou pelo seu candidato a vice, coronel Carlos Pinho, a direção estadual do PL e os integrantes das chapas proporcionais da sigla. 

“É uma decisão difícil mas necessária. O projeto é o Piauí. Não é um projeto pessoal meu nem do coronel Carlos Pinho. Somos soldados do Piauí. Sempre tomamos a decisão baseados nos interesses coletivos. Fizemos tudo que estava ao nosso alcance. Os números apontam para que haja uma definição no primeiro turno com essa renúncia que agora vamos protocolar junto a Justiça Eleitoral”, reiterou Diego Melo.

Seguiram o coronel Diego Melo o candidato a vice Carlos Pinho (PL) e a chapa de 22 deputados estaduais e 10 candidatos a deputado federal. 

Diego Melo pontuou que a partir de agora cuidará, exclusivamente, da campanha de Bolsonaro no Piauí e das chapas proporcionais. Ele também confirmou presença nas próximas atividades de campanha de Silvio Mendes. 

“Vou para todas as carreatas, as agendas estão mantidas, vou até o último minuto lutar para libertar o Piauí do PT e reeleger o nosso presidente Bolsonaro”, destacou. 

A decisão também foi referendada pela presidente estadual do PL, Samantha Cavalca, que esteve presente no pronunciamento. 

“Foi uma decisão com o aval do partido. Nós acompanhamos. Qualquer decisão que o coronel Diego tomasse seria apoiada por mim, pelo grupo do PL. Mas, a decisão foi essa é vamos continuar com um foco em comum que é combater o PT e lutar pela reeleição do presidente Bolsonaro”, disse.

Durante anúncio ele leu uma carta:

Foto: Paula Sampaio

 

Flash Yala Sena e Paula Sampaio
redacao@cidadeverde.com

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!