Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Justiça Eleitoral e oficiais da PM se reúnem para tratar sobre a segurança das Eleições
20/09/2022 15:55 em Estaduais
A PM é uma das instituições que apoiam a Justiça Eleitoral durante o pleito

A Justiça Eleitoral do Maranhão e Oficiais da Polícia Militar estiveram reunidos nessa segunda-feira (19) para tratar sobre a segurança do processo eleitoral. A reunião ocorreu no auditório do Palácio Henrique de La Rocque, em São Luís.

As autoridades e servidores do Eleitoral foram recebidos pelo comandante geral da Polícia Militar, coronel Emerson Bezerra, e pelo subcomandante, o coronel Aritanã Lisboa do Rosário.

A juíza Rosângela Prazeres, representando a presidente, desembargadora Angela Salazar, falou da satisfação da parceria do TRE com a Polícia Militar e assegurou o trabalho de responsabilidade que é desenvolvido.

“A mensagem da nossa presidente para os senhores é de que nós confiamos no trabalho da Polícia Militar, que sempre esteve conosco. Além de guardiões da Constituição, nós temos que ser guardiões do processo eleitoral e de todas as suas etapas e sabemos que vocês estão cientes da importância desse trabalho”, pontuou a magistrada.

Acrescentou dizendo que esta é uma eleição histórica, não só pelo número de candidatos, mas também pelo número de eleitores aptos a votar. 

“Então, preocupados com que os eleitores exerçam esse direito, essa cidadania de forma plena, é que estamos aqui também discutindo e refletindo sobre todo o processo eleitoral, as medidas que podem ser tomadas e a disposição para qualquer questionamento”, concluiu a auxiliar.

O juiz Cristiano Simas, membro da Corte que é ouvidor e presidente das Comissões de Segurança e de Acessibilidade do TRE-MA, ressaltou a relação institucional entre o Tribunal e a Polícia Militar que tem prestado auxílio absolutamente indispensável para a manutenção da normalidade dos processos eleitorais.

“Sem a participação efetiva da Polícia Militar nós não temos condições de realizarmos eleições tranquilas. A capilaridade da Polícia Militar em nosso estado é de suma importância para a manutenção de um processo eleitoral rígido e transparente”, ressaltou, lembrando ainda da importância do trabalho que deve ocorrer entre as instituições garantindo que o papel tanto do poder judiciário eleitoral como da Polícia Militar na condução do processo eleitoral esteja bem afinado.

Durante a reunião foi apresentado pelo coronel Nilson Ferreira o plano de ação e as recomendações aos oficiais que atuarão na eleição. Já o secretário de Tecnologia da Informação e Comunicação do Regional, Gualter Gonçalves, apresentou as etapas de auditoria previstas e o que ocorre no dia da eleição.

Participaram também da reunião o procurador regional eleitoral, Hilton Melo; o promotor eleitoral auxiliar, Pablo Bogéa; o diretor-geral, Hebert Leite; o coordenador de Urnas e Sistemas Eleitorais, Wagner Sales; o chefe da Segurança Institucional e Inteligência, tenente coronel Alysson Máximo; e servidoras da Comunicação do órgão.

Papel da Polícia Militar

Historicamente, a PM é uma das instituições que apoiam a Justiça Eleitoral durante o pleito, garantindo a segurança de todos os envolvidos no processo, realiza normalmente o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública. 

Já de forma complementar, atua na segurança dos locais de votação, apuração, totalização e divulgação de resultados, garantindo que o eleitor vote de maneira livre e espontânea; que os mesários possam trabalhar com segurança; que os juízes, promotores eleitorais e demais autoridades possam exercer suas funções; que os trabalhos a serem desenvolvidos pela Justiça Eleitoral possam ser executados por seus servidores e colaboradores dentro da normalidade e segurança esperados.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!