Sessão da Câmara esquenta com discurso do vereador Raimundo
03/05/2016 16:37 em Locais

Na sessão ordinária dessa segunda-feira, 02 de maio, os vereadores Rilda Lúcia, Marcio Kizueira, Jardel Miranda e Cidielson usaram a tribuna para destacar a XIV Marcha dos Vereadores, que foi realizada em Brasília de 26 a 29  de abril.

Os quatro vereadores representaram a Câmara de São João dos Patos no evento. Antes do grande expediente a presidenta da Casa, Rilda Lucia, exibiu slides repassando para os demais vereadores o que de mais importante aconteceu no encontro.

“Foi um encontro que aprendemos muito e trouxemos umas novidades, que guardamos em segredo até agora, a nossa Câmara deu entrada em uma Rádio, toda papelada já está em Brasília” afirmou a presidenta Rilda Lúcia.

O vereador Cidielson usou a tribuna para descartar a Carta da Macha que foi entregue ao presidente do Senado, Renan Calheiros.

“A Carta foi entregue por cinquenta vereadores membros da União dos Vereadores do Brasil, foram recebidos pelo presidente da casa, Renan Calheiros (PMDB – AL), o grupo entregou uma carta com solicitações diversas. O texto destaca assuntos como, redução de custos na máquina pública, combate a corrupção, construção de hospitais de pequeno porte (HPP) em todos os municípios entre outras questões que ampliem as gestões municipalistas” disse Cidielson.

Os vereadores Jardel Miranda e Marcio Kizueira, também usaram a tribuna para confirmarem a importância do evento.

Este deveria ser o assunto mais importante da sessão se não fosse o discurso do vereador Raimundo Noleto, que subiu a tribuna e chamou o vereador Magrão , Líder do Governo, de mentiroso.

Magrão na sessão do último dia 18 de abril afirmou que o vereador Raimundo Noleto nunca tinha pedido nada ao prefeito Valdenio para a região do Jatobá.

“Quem é o vereador Raimundo que diz que tem compromisso com o povo, que passou três anos nas assas do governo se escondendo, cassa um discurso do vereador Raimundo pedido melhoria para a sua região. Sabe porque ele não faz isso para quando chegar as eleições ele ir para o outro lado dizendo que não recebeu nada”, afirmou Magrão.

Magrão também chamou o Raimundo de egoísta, segundo ele o vereador negou a vender das pedras para o calcamento que será realizado no jatobá, pedreira que fica perto da obra, com isso a obra ficará mais cara.

Raimundo se defendeu mostrando na tribuna várias indicações feitas por ele e aprovadas pelo plenário.

“Ele aproveitou minha ausência para denegrir minha imagem, estão aqui as indicações pedidas por mim para a região, inclusive, assinada por você. Sobre as pedras nunca foi procurado por ninguém. O vereador Magrão é mentiroso” concluiu o vereador Raimundo.

O momento mais polêmico aconteceu quando o vereador Magrão pediu uma parte e foi negado. Foi necessário a interferência da presidência da Casa.

O discurso dos vereadores você ouve na integra logo mais às sete da noite.

 

Entre no Play Store procure por Rádio Sertão Web baixe e ouça no seu celular.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!