RESUMO DA SESSÃO: Fechamento da urgência e emergência foi a principal discussão
21/08/2017 22:26 em Locais

Na sessão desta segunda-feira, 21, o vereador Carlos Alberto usou a tribuna para dizer que, apesar de ser governista, não apoiará nada que venha em prejuízo da população, como é o caso da notícia que foi divulgada sobre o fechamento da urgência e emergência do hospital regional Dr. Celso Rocha Santos.

“Fique supresso com a notícia, que soube pelas redes sócias, o que eu disse para as pessoas é que eu não apoiaria. Sou situação, mas o que estiver errado não apoiarei. Quero dizer que estarei sempre do lado da população” disse o vereador Carlos Alberto.

O parlamentar também disse que ouviu do chefe de gabinete, Zé Mario, que aos serviços do hospital regional continuam normalmente, inclusive a urgência e emergência.

O líder da oposição, Magão, criticou o descaso com a iluminação pública do Povoado Barro Branco, que segundo ele, este ano ainda não foi colocada nenhuma lambada. “Só pra lembrar que na comunidade Barro Branco, durante o ano de 2017, não foi trocada, ainda, nem uma lâmbada, mais de 70%” das lâmbadas estão apagadas”.

O parlamentar também afirmou, que a oposição continua fiscalizado para saber onde o recurso da iluminação pública está indo.

Magão também criticou a demora do governo na recuperação das maquinas. “Esse governo não tem a preocupação de recuperar uma máquina, porque pra recuperar ela vai ter que trabalhar e ai vai ter gasto, nós temos máquinas do município quebradas há quatro meses, e o que é pior, máquinas alugadas, de propriedade do chefe de gabinete”.

A vereadora Ana Paula uso a tribuna para rebater as críticas da oposição e afirmou que todos os funcionários da limpeza pública estão com os salários em dia, e que não é verdade as críticas da oposição, que denunciou, na sessão anterior, que esse pessoal não tinham recebido seus salários.

A parlamentar também festejo a recuperação da ambulância, que já está à disposição do hospital regional. Sobre o encerramento do serviço de urgência e emergência daquele hospital, Ana afirmou que a prefeita Gilvana lhe garantiu que o serviço continuaria e nenhuma demissão seria feita.

Já o vereador Raimundo Filho garantiu que o serviço de urgência e emergência seria sim fechado e os funcionários demitidos. “Não foi só comentários, eu participei da reunião, a diretora e o coordenador falaram que todos estariam demitidos a partir da sexta-feira. Não foram boatos, foi dito que era ordem da prefeita”.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!